Ouvimos rumores de que Email Marketing não é mais tão eficiente como foi um dia. Será verdade? Toda ferramenta de negócios mal utilizada corre riscos, mas Email Marketing pode e deve ser uma maravilhosa maneira de segmentar e de se relacionar positivamente com cada um de seus vários clientes; atendidos em suas mais diversas necessidades, tratados como únicos e trazendo qualidade ao serviço prestado.

Ter o endereço de Email dos visitantes de seu site significa, em outras palavras, ter uma forma de contato direito com um cliente potencial; uma pessoa que já visitou seu site pelo menos uma vez, que de alguma forma já está familiarizada com sua marca e que, também, tem grandes chances de estar mais propensa a adquirir os produtos e serviços de sua empresa.

Muitas empresas já possuem um grande banco de dados com emails de clientes potenciais. Muitas delas entendem a importância desse mailing, mas, mesmo assim, a grande maioria não sabe o que fazer tendo essa informação dos consumidores em mãos.

Um grande número de empresas gostaria de saber como aproveitar melhor os contatos, de maneira a gerar mais conversões em vendas. O segredo de uma campanha de Email Marketing de sucesso reside no relacionamento baseado na segmentação precisa dos diversos públicos e na entrega de conteúdo de qualidade para esse cliente específico.

Empresas que não possuem contatos dos clientes, geralmente, passam por uma tentação que já foi considerada como uma praga digital: comprar contatos. Antes de falarmos como deve ser feito para conseguirmos contatos genuínos, precisamos falar sobre como não podemos obter nosso banco de dados.

Antigamente, e infelizmente casos também atuais, empresas compravam CDs contendo uma quantidade enorme de emails. Outras, usam maneiras de capturar emails através de softwares que coletam endereços de emails de sites aleatórios (softwares de extração de emails como o Fox). Mas ambos os casos não deveria acontecer.

Tanto no caso do CDs de contatos, quanto no caso do extrator de emails, os clientes NÃO são seus e NÃO pediram para receber informações de sua empresa no endereço de email deles. A mentalidade da empresa que usa esses meios é “Se eu tenho um mailing de 5 mil contatos e vender pelo menos para 1% disso, estou feito!”. Mas não é assim que a coisa funciona.

Fazer as pessoas engolirem correspondência de e-mail que elas nunca pediram para receber só pode gerar uma coisa: má reputação. É um grande desconforto para o cliente, aliás, essa pessoa sequer é cliente, ela nem sabe porque recebe emails de sua empresa, nem sabe como você conseguiu o contato dela e, por causa disso, tem enormes possibilidades de denunciar como spam. Denúncias de spam matam a sua marca e destroem a sua reputação.

Não podemos esquecer que, por causa da Internet, um cliente insatisfeito pode espalhar para milhões de outros clientes sobre o descontentamento com sua empresa. Temos que usar esse poder de viralização para espalhar bom nome e não para gerar reclamações. Enfim, não estenderemos muito sobre os motivos óbvios para não apelarmos para práticas como essas, esperamos que o bom senso deva bastar. Falaremos agora sobre como construir seu mailing segmentado de clientes e como trabalhar o relacionamento duradouro com ele.

 

Conheça o nosso serviço de Email Marketing, e saiba como criar campanhas que funcionam.

 

Tags: , , , ,

Posts Relecionados

GOSTOU DA NOSSA MATÉRIA? FAÇA SEU COMENTÁRIO!